O guia completo de como criar marca para restaurante: do visual ao branding do relacionamento - My Food Site

My Food Site

O guia completo de como criar marca para restaurante: do visual ao branding do relacionamento

Quando você fala em criar uma marca para seu restaurante, está pensando apenas em um logotipo ou já está em busca de algo mais? Muita gente não sabe explicar direito, mas entende que a “marca” vai um pouco além do símbolo visual que representa uma empresa.

Quando você fala em criar uma marca para seu restaurante, está pensando apenas em um logotipo ou já está em busca de algo mais?

Muita gente não sabe explicar direito, mas entende que a “marca” vai um pouco além do símbolo visual que representa uma empresa. 

Embora no senso comum diga-se “marca” querendo dizer “logotipo”, a palavra se refere a algo um pouco maior e mais abstrato. 

A marca, na realidade, é a identidade da empresa — e isso posto de um modo bem generalista, pois a marca se constitui em cada contato que acontece entre empresas e clientes.

Esse fato se torna até um pouco óbvio quando alguém diz, por exemplo, que a Coca-cola é “a maior marca de refrigerantes do mundo”. 

Neste caso, não faz nenhum sentido achar que a palavra se refere apenas a um aspecto visual pautado no logotipo da Coca-Cola. 

Ao pensarmos nisso, a noção de conexão da marca Coca-Cola com seus clientes através de um relacionamento que excede a compra se torna mais visível.

De qualquer forma, este guia o(a) ajudará a criar uma marca para o seu restaurante ou delivery — tanto no aspecto visual quanto no relacionamento. 

Então, vamos do começo.

Por onde começar a construir a marca do seu restaurante?

Certamente, ter um visual atraente é uma parte importante do processo, mas não o primeiro passo na criação da marca para seu restaurante.

E o fato é que, mesmo para tornar esse visual realmente atraente e eficaz, é preciso começar por uma boa definição da identidade do negócio.

Isso passa por várias etapas de compreensão do que você faz ou pretende fazer, como veremos em mais detalhes a seguir. 

Mas está ligado, principalmente, à relação que você estabelece com os seus clientes.

Ou seja, não basta o restaurante ter bons pratos e a melhor identidade visual: se o atendimento for ruim, os clientes vão para a concorrência.

Desse modo, recentemente, cada vez mais especialistas em negócios têm usado uma palavra que abarca essa relação com os clientes na construção da marca.

Uma palavra que talvez até você já tenha escutado bastante por aí: branding.

A construção do branding leva tempo, é feita dia após dia e em cada contato entre a marca e o cliente. 

Mas sem um bom branding, simplesmente não há como construir uma boa marca para seu restaurante.

Por isso, vamos agora entender um pouco melhor o que ele significa.

O que é branding?

Também chamado de brand management, ou “gestão da marca”, o branding é exatamente isto, o gerenciamento de tudo que está associado à identidade da empresa. Isso inclui símbolos visuais e o conceito por trás deles ou dos produtos, bem como outros aspectos mais abstratos como valores, ideias e posicionamento.

Tudo isso é fundamental para a construção da marca. 

Afinal, apresentar uma identidade clara e bem definida passa mais credibilidade, atrai a clientela e impulsiona as vendas.

Mas é importante notar, aqui, que muito dessa identidade será estabelecida na própria relação com os clientes. E isso porque, mais que produtos, o que uma empresa comercializa é a experiência de compras. 

Colocando-nos na posição de consumidores, entendemos que uma compra é realizada sempre no sentido de suprir alguma falta

Na compra de alimentos, corremos o risco de supor que essa falta é meramente física, quando ela apresenta ainda muitos outros aspectos. 

Queremos um bom alimento, sim, mas também queremos que o processo até ele seja ótimo.

Assim, o branding inclui um bom atendimento e uma postura humanizada, “alguém” que entenda suas dores e esteja disposto a agir para acabar com elas.

Busca-se menos meros vendedores, mas mais parceiros interessados e comprometidos.

E vale assinalar que este aspecto do branding não se limita ao momento de compras. 

Essa preocupação com o cliente e o relacionamento personalizado pode se estabelecer muito antes, no marketing e em manifestações nas redes sociais.

A seguir, veremos em detalhes como fazer essa construção do branding em todos os seus aspectos — o que, como esperamos ter deixado nítido, é fundamental para chegar-se a uma boa marca para seu restaurante.

Como criar uma marca para restaurante e delivery

A partir de agora, veremos como criar a melhor marca para seu restaurante ou delivery. 

E faremos essa distinção entre as duas modalidades, aqui, porque é diferente criar uma marca de restaurante e uma de delivery ou dark kitchen.

E isso porque, como vimos, a construção do branding considera o seu campo de atuação

No caso de restaurantes físicos, por exemplo, até mesmo o seu local de funcionamento entrará em jogo. Já o branding do delivery, por outro lado, estará muito mais pautado na presença virtual e em suas ações online.

Em todo caso, e mesmo para nortear melhor cada aspecto da construção da marca, o primeiro passo é ter uma boa compreensão do seu público-alvo

Além disso, é fundamental fazer pesquisas de mercado com frequência, analisando tanto seu público quanto a concorrência e conhecendo as principais tendências do setor.

Aqui, vale mencionar a importância de que o nome da empresa também seja definido a partir dessas considerações de branding. O mesmo vale para o slogan! 

Em ambos os casos, assim como nos aspectos a seguir, baseie-se na questão emocional, na história que pretende contar e nos valores que pretende comunicar.

Mas agora vamos lá! 

A questão de como criar uma marca para restaurante ou delivery se responde, basicamente, de duas maneiras: no visual e nas relações com os clientes. 

Tanto em um quanto em outro, seus esforços devem ser no sentido de estabelecer um posicionamento claro. Portanto, começamos daí.

Posicionamento

 

Apresentar um bom posicionamento simbólico significa ter unidade em elementos visuais e que eles sejam coerentes com os valores e conceitos da empresa. 

Assim, o cliente se identifica mais facilmente, sabendo o que esperar e fortalecendo o vínculo com a sua marca.

Por sua vez, o posicionamento funcional, ou seja, o da relação com os clientes, deve priorizar a experiência positiva deles em seu estabelecimento. 

Isso significa ser capaz de ouvi-los e de atender às suas necessidades com a maior eficiência possível. 

Necessidades essas, aliás, que, como vimos, têm também um forte caráter emocional

Portanto, nos dois aspectos mencionados, seu objetivo é apresentar uma imagem sólida capaz de gerar sensações e conexões atraentes.

Mas além destes, há também um terceiro tipo de posicionamento que não deve ser negligenciado. 

Trata-se do posicionamento social e cultural, que vai situar seu empreendimento em relação a questões atuais e relevantes para a sociedade como um todo.

Por exemplo, questões que andam muito em foco atualmente, sendo inclusive tendências do mercado de restaurantes, são a da sustentabilidade e a da alimentação saudável. 

Então é importante estar atento às discussões presentes na sociedade em geral e, especialmente entre aqueles  que são o seu público-alvo.

Identidade visual

Como vimos, a identidade visual precisa estar ligada aos valores da empresa e ao conceito, ou seja, à “história” que você pretende contar. 

Por exemplo, um restaurante de comida oriental pode trazer diversos elementos culturais dessa região do mundo, como referências ao budismo ou a festivais da primavera.

Seja como for, a escolha deve se refletir em todos os aspectos visuais do seu negócio. 

Não só no logotipo, mas também no cardápio e na escolha das cores e fontes utilizadas para qualquer mensagem escrita. 

Aliás, em relação ao cardápio, ela pode ser um diferencial também nas fotos dos produtos — que, naturalmente, devem ser dos seus próprios pratos!

Também o seu ambiente deve preocupar-se em manter essa unidade. Em lojas físicas, ela estará presente na decoração, nos uniformes da equipe de atendimento e no layout. 

Já no delivery, será o seu site ou plataforma de venda que servirá como “ambiente” para os clientes durante a compra. 

Portanto, precisa também estar devidamente customizado.

Na medida do possível, pode-se pensar ainda em estender a customização às louças, toalhas e guardanapos. Enfim, a todos os objetos do seu estabelecimento. 

Para os serviços de entrega, por sua vez, essa questão se aplica muito bem às embalagens

E nesse sentido, sugerimos que você confira em nosso blog uma série de artigos sobre embalagens conforme os diferentes tipos de cozinha.

Quer criar um cardápio digital com a cara do seu restaurante?

COMO CRIAR UM CARDÁPIO DIGITAL

Marketing

Um dos aspectos fundamentais de uma boa marca para seu restaurante é, sem dúvida, uma comunicação certeira tanto no conteúdo quanto no tom utilizado.

E isso se aplica de modo geral à sua construção visual e na relação com os clientes, conforme veremos a seguir.

Mas essa comunicação assertiva é necessária em toda a sua estratégia de marketing. 

A todo instante, é importante que você se pergunte como irá comunicar os seus valores e conceitos.

Essa questão influirá também na sua decisão de quais canais de comunicação serão utilizados e com qual frequência. 

O ideal é que se estabeleça um diálogo constante, sempre buscando adequar o tom da conversa às características do seu público-alvo.

Seja qual for a modalidade do seu negócio, é sempre bom pensar em estratégias para além dos meios digitais, como a panfletagem, por exemplo. 

Mas ainda assim, atualmente, sua presença nos meios digitais é indispensável se você quiser ser notado.

Ao contrário do que se pode supor, as pessoas também seguem marcas nas redes sociais

Portanto, é bom caprichar no diálogo e no visual dos seus perfis em redes como Facebook e Instagram, atualizando-os constantemente. 

Além disso, é bom estar sempre atento à qualidade das imagens em fotos e vídeos, que podem mostrar não só ambientes e pratos, mas também cenas de bastidores. 

Mas neste ponto, já podemos abrir um novo tópico para abordar mais propriamente sua relação e interação com os clientes.

Relacionamento com os clientes

Ter uma boa relação com os clientes significa oferecer um bom atendimento e diálogo em todas as situações de contato entre cliente e marca. 

É, sobretudo, saber atender as necessidades do público e até mesmo antecipar-se a elas. Uma estratégia bem simples e eficiente nesse sentido é a do overdelivery.

Mas quanto a publicações na internet, há ainda algumas questões a serem abordadas sob a ótica da interação com o público.

Nesse sentido, é bem interessante que as postagens incluam histórias, contando um pouco sobre os pratos, o ambiente, casos de bastidores ou da sua trajetória. 

E aqui, até mesmo receitas podem ser compartilhadas!

Todas essas possibilidades valem não só para publicações em redes sociais como também para o cardápio ou para um site próprio. Buscando sempre manter a clareza e a objetividade da comunicação.

O que não significa estar focado apenas em vender ou apresentar produtos. 

Focamos na importância de um posicionamento social e cultural, mas há outras formas de extrapolar a comunicação focada somente em vendas. 

Um outro aspecto fundamental da boa comunicação é, por exemplo, escutar os clientes, como nas pesquisas de satisfação.

E isso especialmente no delivery, onde o diferencial da empresa está quase todo na forma de dialogar com clientes. 

Aqui, é particularmente interessante pensar em programas de fidelidade e promoções, além de oferecer descontos e brindes ou simplesmente propor uma comunicação mais intimista. 

Mas é claro que isso tudo vale também para as lojas físicas!

Criação de logotipo para restaurantes e delivery

Veja agora como criar uma marca para restaurante, mas focando na elaboração do logotipo perfeito.

Tenha em mente o tipo de operação com a qual você trabalha, se é em atendimento presencial ou apenas delivery. 

Além disso, toda a questão de valores, objetivos e conceitos também devem estar presentes na definição da logomarca.

Para começar, a imagem escolhida deve ser atraente e convidativa, além de condizente com as características gerais do seu negócio. 

As cores e fontes escolhidas devem refletir essas características ao mesmo tempo em que se dirigem ao tipo específico de público que você quer atingir.

Ainda nesse sentido, é sempre interessante, também, pensar em imagens para o logo que façam referência a um prato, ingredientes ou objetos relacionados a restaurantes. 

Mas é claro que você não precisa ficar limitado a esses elementos.

Uma boa forma de se orientar é observar os logos de grandes franquias de restaurantes e de delivery para se inspirar. 

Mas além disso, há uma alternativa bastante facilitadora que são os serviços online e gratuitos de fabricação de logotipo.

Neste caso, podemos citar alguns sites que oferecem o serviço, como o My Brand New Logo e o Logaster. Neles, várias sugestões de logo são apresentadas com base no nome e na natureza do seu empreendimento.

Outro site que oferece recursos gratuitos para a criação de logos é o Canva.

Mas seja como for, é preciso ressaltar a importância de se contratar um designer profissional se você quiser uma logomarca realmente única. 

Aliás, esse tipo de profissional vai ajudá-lo a se destacar em toda a construção da identidade visual e inclusive na ambientação dos seus espaços.

Conclusão: Agora você já sabe como criar uma boa marca para seu restaurante

Após acompanhar toda essa discussão, não tem mais como errar na hora de criar uma boa marca para o seu restaurante.

Afinal, entendendo melhor o conceito de branding, agora você sabe que a questão de como criar marca para restaurante vai além dos elementos visuais. 

Assim, pode inclusive trabalhar esses elementos com muito mais segurança e eficiência, aplicando suas definições de identidade e focando na relação com os clientes.

Além disso, você encontrou aqui boas dicas de como construir e fortalecer sua marca através do marketing e mesmo de como criar a sua logomarca. 

Desse modo, dispõe agora de todas as informações de que precisa para ter finalmente uma marca de sucesso.

Mas o passo inicial para começar a sua marca é abrindo um MEI!

Clique no botão abaixo e saiba como abrir seu MEI ainda hoje!

MEI SEM BUROCRACIA HOJE MESMO


Hey! Você gostou deste conteúdo? Então compartilhe com seus amigos. Isso nos ajuda a continuar produzindo conteúdos de qualidade que melhoram o dia a dia do seu negócio!

Tag do Post :

Compartilhe :